Call of Duty Modern Warfare 3 (Nintendo DS)


Vocês já me ouviram dizer umas dez mil vezes que não sou fã de jogos de tiro em primeira pessoa, seja em consoles ou PC’s. Dá pra contar aqui nesse parágrafo basicamente os que eu gostei em Consoles e PC: Call of Duty 2: Big Red One, Battlefield 2: Modern Combat e Black no PS2, Bulletstorm e The Darkness II no PC. Já nos portáteis, eu gostei do tratamento que alguns jogos receberam no Nintendo DS, a série Call of Duty é legal no DS, 007 GoldenEye ficou bem bacana e Bionicle Heroes não é ruim e Metroid Prime: Hunters é um dos jogos mais bonitos do DS. Ok, não gostei tanto de Call of Duty: World at War no DS, mas isso é história pra outro dia. Lembro que fiquei animado quando a Activision anunciou que a n-Space trabalharia numa versão DS de Call of Duty: Modern Warfare 3. Vamos ver como ela se saiu?

Call of Duty: Modern Warfare 3 Defiance
Produtora: Activision
Desenvolvimento: n-Space
Plataforma: Nintendo DS
Gênero: Tiro em primeira pessoa

CoD MW 3 no DS segue os eventos de Call of Duty: Modern Warfare Mobilized, e serve como prólogo da versão Wii de Modern Warfare 3 (que não compartilha o enredo das versões maiores), mas basicamente você deve impedir alguns terroristas malucos de dominar o mundo, ou algo do tipo, sempre são Terroristas, ou russos, ou comediantes de stand-up, seja lá quem for, LEVANTE O TRASEIRO DO SOFÁ E ACABE COM ELES, SOLDADO!

O jogo segue a jogabilidade dos outros Call of Duty de DS, pra quem nunca jogou, eu explico: Você usa o direcional digital para movimentar o personagem (ou botões de face <ABXY>, se for canhoto), movendo a Stylus na tela de toque você controla a mira do seu personagem (o que exige atenção na tela de toque e na tela de ação (a superior). Usando os botões de ombro (L para destros e R para canhotos) você atira. Clique no ícone da arma e você irá recarregar sua arma, clique e deixe pressionado para poder trocar de arma. A granada tem um ícone próprio. E coisas como pular alguns obstáculos baixos é feito com um clique no botão de ação (indicado na tela de toque).

A explicação parece complexa, mas tudo funciona de maneira simples e fluída conforme se avança no jogo. Ainda há alguns mini-games com a Stylus, mas nada daquela aleatoriedade vista em MW: Mobilized (Que tecnicamente é o Call of Duty mais bonito do DS, mas não o melhor em minha opinião), e há algumas etapas aonde se controla a tropa numa visão aérea (de radar) e umas de proteger sua tropa (no mesmo estilo), a princípio elas podem ser uma boa para quebrar a ação, mas podem acabar te estressando por empacar nelas. A campanha não é tão longa se você souber o que fazer no jogo e não morrer tanto quanto eu, mas isso vai de cada um.

Acho uma pena o jogo não ter a quantidade de modos extras vistas em Black Ops, só uma coisinha ou outra, e o multiplayer e cabô, colega, c’est fini.

Graficamente, conta com um bom acabamento, chega ao nível de Black Ops, mas não supera MW Mobilized. Com cenários bem feitos e soldados na mesma medida, mostra o quanto a n-Space sabe trabalhar com o hardware do DS em termos de jogos de tiro.

Sonoramente tem seus altos e baixos, os efeitos sonoros não são lá grande coisa (apesar de não atrapalharem, nem serem estranhos, oi GoldenEye Rogue Agent?), a trilha tem boas composições, mas a dublagem é num tom meio baixo, ficando assim um meio termo na hora de avaliar.

Finalizando, Call of Duty: Modern Warfare 3 Defiance não é a experiência mais completa de Call of Duty no DS (esse título ainda fica com o Black Ops), mas serve como entrada para a versão de Wii e quem sabe possamos ter o Black Ops 2 no 3DS? Agora com os dois analógicos ia ficar bem legal, ou mesmo com um analógico só e a Stylus, aliados a capacidade maior do DS. Ah, sim, recomendo mais para pessoas com experiência em FPS no DS.

Deixe um comentário

1 comentário

  1. É Kyo, confesso que esse foi o primeiro FPS que experimentei para o DS e apanhei demais. Achei estranho se movimentar e mirar com o Stylus. Acredito que preciso de mais prática. Me interessei pelo Metroid Prime : Hunters (que pretendo jogar ainda esse ano) que você comentou rapidamente no começo da matéria. Voltando a falar de Call of Duty, acho que devo dar ao jogo uma nova chance no futuro. Graficamente eu achei o game muito bacana e assino embaixo a respeito de tudo que você disse do game.

    Bela matéria!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s