Diário de Bordo: Resident Evil 5 – Cap. 1


Uma vez, postei no twitter confessando que nunca havia terminado nenhum Resident Evil. Pois bem, agora que tenho um PC novo, estou com Resident Evil 5 aqui e o jogo parece fantabuloso (apesar de minhas ressalvas quanto ao esquema mouse/teclado). E enquanto instalava Warhammer 40.000 Space Marine no PC, resolvi começar a jogar RE 5. E vou relatar mais ou menos um diário da minha jogatina de RE, o que vai exigir habilidade absurda para trocar de PC ao menos até eu colocar internet banda larga no PC novo.
Vou pular a cena inicial de um cara sendo infectado por algum filho da puta e vamos ao fato de que num vilarejo da África, um americano acaba de chegar, e assim que ele abre a boca, descobrimos que se trata de ninguém menos que Ezio Auditore da Firenze, Ops, digo, Sonic the Hedgehog, digo, Chris Redfield! E junto com ele, a parceira gostosa, Sheva Alomar. Com ela, sigo andando pelo tal vilarejo, vejo alguns vagabundos espancando um pedaço de bife como se fosse um corinthiano encontrado pelos Palmeirenses numa esquina escura. E eles me olham torto… Ou estão com fome, ou querem um abraço, sei lá, mas os ignoro. Continuamos caminhando para encontrar o nosso contato, e seguindo em frente, chegamos até ele. Conversa vai, conversa vem, o sujeito nos diz para encontrar um tal de Irving e dá para mim e para Sheva, uma arma com DEZ MÍSERAS BALAS…


PORRA, VÉI, UMA HECATOMBE ZUMBI ACONTECENDO NO SEU PAÍS E TUDO QUE VOCÊ ME DÁ É A PORRA DE UMA PISTOLA COM 10 BALINHAS, EU, GEOVANE ‘KYO’ SANCINI, QUE TEM A MIRA TÃO BOA QUANTO A DE UM CEGO! PUTA MERDA, VIU?

Pronto, desabafei! Pois bem, sigo em frente, olhando para a bunda da Sheva, digo, consultando o meu mapa e encontro um animal morto… E parece ser algo recente. Seguindo em frente, numa casa, encontro mais um animal morto em cima de uma mesa, o que sugere que os assassinos são zoófilos ou fazem parte de uma seita maluca…

Antes fossem zoófilos, viu? Mas enfim, encontro algumas moedas numa caixa e Sheva em outra. Seguimos em frente, e escutamos um grito… Pela altura e tom de voz, o sujeito deve estar sendo enrabado. Ignorando tal pensamento, chegamos no local do grito, e graças a Deus, nenhum objeto fálico a vista, apenas dois sujeitos com expressão de Cracudos enfiando um parasita na goela de outro, ou seja, o de sempre.



Chris, revelando a capacidade de raciocínio do Bob Esponja, pergunta se o sujeito está bem, mas tudo que recebe de volta é um empurrão, seguido de um: “GJHGHAHUGDHJBDSAKJNASOIUANLKANHNNNNNNF”… Boa amigo, você devia trabalhar como recepcionista do INSS, mas enfim, como Chris é expert em matar zumbis, ele simplesmente usa seu aprendizado e junto com Sheva, faz o manolo de peneira, evitando que o cara arrume um emprego.

Continuando o relato, examino aquela residência, e no cômodo do lado, encontro um cartucho de munição (que dá brecha a um truque muito sujo*, que explicarei no final desse post, mas só podendo ser executado neste trecho) e volto para porta, que está trancada… Hum… Trancado sozinho com uma mulher que nem a Sheva… As coisas ficariam interessantes, se não soubesse que estou no meio de uma hecatombe zumbi, tentaria encaixar meu Lego com ela, mas não temos tempo pra brincadeira. No cômodo aonde encontrei a munição, Sheva sugere que pulemos a janela, o que fazemos prontamente.
Seguindo em frente, num beco, encontramos com a Gaviões da Fiel, digo, um bando enorme de infectados. Se fosse o Charles Bronson, daria conta de todos com a pistola mesmo, mas como Chris tem o nível intelectual do Charlie Brown, a melhor opção é fugir, correndo de preferência. Seguimos em frente, passando por becos, vielas e um lugar semelhante a um esgoto, e chegamos numa casa sem a menor noção de onde ir. Lá, assistimos aos caras da torcida organizada que estão com um homem sob custódia e dando uma segunda olhada… É aquele filha da mãe que nos deu a pistolinha! Pois bem, o líder dos caras está dizendo algo em uma língua estranha, provavelmente coreano e o filha da mãe tenta argumentar que não conhece porra nenhuma de americano. Os coreanos então, grunhindo algo como hey ho lets go, não acreditam no sujeito e o líder ordena que um cara tão grande feito um búfalo (e tão inteligente quanto um) decapite o cara. E o Buffalo Bill o faz…

Secretamente eu comemoro, pois um lazarento que nos deu uma arma com dez balas para enfrentar um holocausto zumbi, com criaturas que querem um abraço ou nossos cérebros, o que vier primeiro, merece a morte!

Pois bem, os caras ainda estão lá comentando sobre a morte do homem, e sobre como usarão as partes dele no churras do fim de semana enquanto assistem a NFL na ESPN, quando o líder, provando ter um sexto, sétimo ou 25º sentido, nos localiza dentro daquela casa e grita pros seus companheiros infectados: “BOCA LIVRE AS DOZE HORAS!” Com uma quantidade de zumbis capaz de encher o Engenhão na nossa cola, me pondero se era melhor opção ficar fornicando com a Sheva, idéia sugerida há uns três parágrafos atrás e salvo o jogo, pensando no que irei fazer dessa vez!
*Naquele trecho citado sobre o truque, há uma artimanha muito boa para se conseguir munição. Não sei se é possível nas versões de console, quem tiver o jogo pro 360 ou PS3 me responde. Pois bem, o jogo salva automaticamente antes daquela cena aonde encontramos o primeiro infectado e o matamos em seguida. No cômodo seguinte, tem uma caixa de munição, pegue-a, pause o jogo e saia dele (pelo menu do jogo), aí será dada a chance de sobrescrever o inventário/equipamentos sobre o do save anterior, salve. Aí, quando você carregar o save, estará com a arma, e a munição extra. Repita quantas vezes for necessário.

Deixe um comentário

5 Comentários

  1. Esse jogo é uma lástima em todos os sentidos.

    Responder
  2. leandro(leon belmont)alves

     /  2011/11/15

    “Vou pular a cena inicial de um cara sendo infectado por algum filho da puta”

    por acaso seria “ALGUMA” FDP que o nome começa com J….e termina com….

    melhor ficar quieto né Kyo-san,sem spoiler. ^__^

    vou te acompanhar nessa empreitada ae. embora eu prefira mais Silent Hill do que Resident. boa sorte com a Sheva e o Chris.

    Responder
    • Kyo

       /  2011/11/20

      Na verdade é um sujeito qualquer que é infectado. Infelizmente não tenho os DLC’s da Jill.

      Responder
      • mas você viu na apresentação que o mascarado usava botas de salto alto? era ela, Claro(ou era uma bichona)…ou seria a Excella Gione??? infelizmente ainda não zerei o game. mas quem sabe num futuro proximo….

  3. Cara, eu parei com o R.E no quarto titulo e assistí a muitos videos desse titulo e o unico atrativo é a questão gráfica mesmo, mas com certeza irei acompanhar o diario de bordo pois esta hilário e isso me estimulou a tentar joga-lo um pouco qualquer hora!

    Estou no aguardo do próximo post cara, GOOD JOB!😉

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s