[Nintendo DS]Captain Tsubasa: New Kick OFF


A série Captain Tsubasa tem quase 30 anos de existência, entre mangá e animações. Aqui no Brasil tivemos duas exibidas há algum tempo. Perto da copa de 1998 (na França), a Manchete exibiu a temporada Captain Tsubasa J, de 94, com o título Super Campeões (Derivado do nome Europeu da série, aonde ela é tem certa popularidade, inclusive os mangás chegando a ser publicado em alguns países como a Espanha e a Alemanha). A série não deu o retorno esperado, mas cativou os fãs com a história de Oliver Tsubasa (Tsubasa Ohzora no original) e seus amigos, além das incríveis habilidades do anime. E por volta de 2005, 2006 a Rede TV e o Cartoon Network exibiram a temporada Road to Dream 2002, que contou com um retorno levemente mais positivo embora a dublagem tivesse sido bem problemática (trocaram boa parte do elenco depois do nono episódio). Aliás, tanto J quanto 2k2 tiveram jogos para o ps1, sendo o de J mais futebolérico e o 2002 mais focado na estratégia. Aliás, antes da era PS1 os jogos de Captain Tsubasa eram publicados pela Tecmo (Atual Tecmo-Koei)3 no NES e dois no SNES, depois a Konami adquiriu os direitos sobre a série. Em 2005, se não me falhe a memória, deixa eu consultar a wikipédia, foi lançado o último jogo de CT para o PS2. Não sei quanto ao jogo, pois não joguei (ainda)… Até que a série reaparece em 2010 no Nintendo DS e o mais incrível, a Konami se dispôs a trazê-lo ao Ocidente, e hoje irei analisá-lo.

O jogo conta pela enésima vez, a história de Tsubasa, começando a partir do último torneio estudantil dele no Nankatsu, antes de ir para o Campeonato Mundial Juvenil e depois para o Brasil, aonde jogou no Brancos (São Paulo nas versões anteriores) e blá blá blá você já viu isso um monte de vezes. E para esse parágrafo não ficar curtinho, vou contar algo aqui: Durante um pequeno período de tempo fiz parte de um fansub e ajudei na revisão de três episódios da série clássica.

O jogo em si é meio que uma volta as origens, lembrando os jogos do NES/SNES. No modo história você desbloqueia os times para as partidas do modo de exibição. Um adendo a se lembrar aqui, que apesar de ter saído na europa é que o jogo não tem opção de idioma em inglês, apenas espanhol, francês, italiano e alemão. Cada time tem seus atletas e cada um tem seus atributos, como em qualquer jogo de futebol normal.

A jogabilidade é dividida em dois pontos, a maneira com a qual você corre pelo campo, lembra muito (até porque foi usada a mesma engine) o PES 2008 de DS, inclusive o R é usado para correr. Mas, quando você se aproxima de um adversário, você aparece (na tela inferior) uma tela de opções, com passe, drible, chute ou não fazer nada. Aí, dependendo dos seus atributos, você conseguirá ou não dar continuidade a jogada. Opções de passe e chute são possíveis enquanto se caminha com a bola ao apertar o botão Y (Opção Captain).

Ao chutar por exemplo, deve-se escolher o local aonde a bola vai entrar e ao passar a mesma, deve-se escolher o companheiro que irá recebê-la. A mesma tela de comandos aparece quando se recebe a bola e quando vamos impedir o avanço do adversário. Alguns jogadores diferenciados tem certas técnicas de passe, drible ou chute que custam pontos de atributo (ficam indicados ao lado do nome do jogador), e com essas técnicas, fica mais fácil avançar, fazer gols ou defender chutes.

No modo história, cumprindo-se condições que nem mesmo eu sei, acontecem durante as partidas algumas cenas do anime, mas não se anime muito, pois não são lá grande coisa e nem são cenas. São nada mais que eventos do anime. Na teoria, a jogabilidade é difícil de explicar e um tanto complicada de se aprender, mas depois que se aprende tudo, as partidas ganham um ritmo cadenciado, porém frenético.

Graficamente não é muito ruim, já que a arte do jogo tenta imitar a do anime nas cenas de passe, cabeceio, chute roubadas de bola e etc. No Jogo em si, é mediano, usando os gráficos do PES de DS, mas como a partida sempre vai ter esses lances mais ‘animados’, balanceia um pouco. Outra coisa é a quantidade de textos, são muitos. E também as falas antes da jogada tipo “Vou Conseguir” “Não vai não” e coisas do tipo, ditas antes de cada jogada… Não me pergunte o porque, eu não trabalho na Konami.

Sonoramente… É mediano, as músicas não irão te incomodar, mas com certeza você não se lembrará delas depois da partida, como por exemplo a maldita música de Menu de Mario & Sonic at Olympic Winter Games. Mas enfim, o departamento de músicas não pegou nada licenciado das séries de anime, mas seria bem legal ouvir Moete Hero! (Tema da série clássica de CT) ou mesmo Dragon Screamer (tema de Road to Dream 2002).

Finalizando, mesmo com comandos um pouco complexos, ritmo cadenciado e dificuldade crescentemente absurda, Captain Tsubasa: New Kick OFF é um jogo decente e divertido, mas somente para pessoas que já conhecem o universo pirado da série animada, os outros acharão coisa de louco. Recomendo sim.

Captain Tsubasa: New Kick OFF

Produtira: Konami

Gênero: Futebol/Estratégia

Plataforma: Nintendo DS

Nota: 

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s