[PS2]Star Wars: The Force Unleashed


Com o relativo Hype que cerca tudo relacionado a Star Wars, em 2008 foi lançado Star Wars: The Force Unleashed para diversos consoles. Aqui, relembraremos da versão PS2.

Star Wars: The Force Unleashed, se passa logo após o episódio III, após Anakin “Menudo” Skywalker (Ou vai dizer que o Anakin dos episódios II e III não se parece com um Menudo?) se tornar o temido Darth Vader. Ainda há focos da rebelião Jedi, e Darth Vader é enviado pelo Imperador para suprimir esses focos. Num certo planeta, ele encontra um Jedi que oferece uma pequena resistência, mas logo é eliminado. Porém, Vader percebe que há alguém com um potencial de Jedi imenso, o filho do Jedi que ele havia matado. Darth Vader então o acolhe e o treina secretamente, para ser uma verdadeira máquina de matar. Anos depois, sem ao menos saber o próprio nome, o “Aprendiz” (nome que lhe é dado) recebe missões suicidas do próprio Vader, sem chegar ao conhecimento do Imperador. E assim rola a trama de Force Unleashed, com contornos impressionantes.

A princípio, controlamos Vader, no primeiro estágio, como uma introdução aos comandos e lições de como usar a “Força”. Depois, controlamos o Aprendiz até o fim do jogo, passando por diversos cenários, enfrentando hordas de rebeldes, e Storm Troopers. O controle da Força e os poderes, é abusivo, com um pouco de treino (e certa consulta aos controles do jogo), tudo fluirá num ritmo frenético. Está chegando numa ponte e tem Storm Troopers demais? Está com preguiça de descer o sabre nos buchas? Não se desespere, enforque alguns e jogue outros no abismo. Graças ao controle da força, é possível até arremessar objetos nos inimigos. Nas batalhas contra sub-chefes (como os Rancor, criaturas enormes que querem fazer picadinho de você), há momentos em que se pode arrancar um bom naco de energia com os Quick Time Events, e nos chefes, há batalhas do uso da força, que também fazem uso de QTE’s para debilitar o inimigo temporariamente para um ataque encaixado. A dificuldade do jogo é mediana, alguns momentos lhe darão pequenas dores de cabeça, mas nada que um pouco de treino não ajude.

Infelizmente, o Playstation 2 (tampouco o Wii) não suportam a Engine Euphoria (utilizada nas versões PS3/360/PC), que permite gráficos mais realistas e reações mais humanas, mas a Rag Doll (engine utilizada no jogo) fez bem seu trabalho. É possível discernir bem os cenários, que são imensos e em alguns casos abertos, em outros, como os interiores das naves. Os personagens são bem modelados no jogo, mas nas cenas, soam bem artifíciais, o que irrita um pouco. É difícil as vezes discernir alguns elementos que podem ou não podem ser mexidos, não serão poucas as vezes em que gastará parte de sua força tentando levitar um objeto que não pode ser levitado. Uma coisa que passa despercebida, é que ao contrário das versões maiores, aqui, o Aprendiz segura o sabre de maneira normal e nas maiores, ele segura de maneira invertida.

Antes de começar a minha análise sonora do jogo, aqui deixo uma pergunta. Porque, em jogos oriundos de franquias ocidentais (como ‘based movie games’, WRPG’s como Mass Effect, ou mesmo jogos como God of War), a dublagem é sempre bem feita, com poucas falhas. E em jogos vindos do oriente, (como ‘based anime games’, J-RPG’s e jogos orientais em geral), a dublagem em maioria deixa a desejar, com dubladores sem emoção? Deixando essa pergunta no ar, é impossível não sorrir de orelha a orelha ao ouvir a trilha de Force Unleashed. Com base nas épicas trilhas de Star Wars, cada tema tem uma boa deixa e uma sensação incrível, como nos filmes da trilogia antiga (Nada contra a nova, mas a antiga é bem melhor). A dublagem é sensacional, destaque para o dublador do Aprendiz, que passa uma frieza imensa, já que ele não conheceu nada a não ser Vader.

Star Wars: Force Unleashed é um dos últimos títulos do Playstation 2 que valeram a pena o investimento, visto que a geração atual está com força total. Ainda que com falhas na execução (pequenas, mas existentes), é divertido e tem “extras” bacanas, como as roupas destravadas, imagine espancar Darth Vader e o Imperador, com o Luke Skywalker por exemplo. É possível. Recomendado aos fãs e não fãs de Star Wars

Star Wars: The Force Unleashed (PS2, Krome Studios)

Nota: 

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s