[Playstation 2]Grand Theft Auto Vice City


A desenvolvedora de GTA (Rockstar North) tem por excelência bons games no currículo, lembre-se apenas de que eles criaram a franquia Lemmings, nos anos 90. Em 97, eles lançam aquele que de certa forma iniciou a polêmica. Grand Theft Auto (PS1/PC), apesar dos gráficos simples, trazia a essência da série. Missões, gangues, armas e carros. Com visão isométrica, o jogo era (e ainda é) bastante divertido. Uma segunda edição foi lançada, chamada de GTA: London 1969 e outra chamada London 1961, que ambientam-se em Londres. (O primeiro tinha um punhado de personagens e missões nas três principais cidades de GTA, San Andreas, Vice City e Liberty City. Em 1999, é lançado o segundo Grand Theft Auto (PC/PS1/Dreamcast), com um cenário maior e gráficos mais polidos que o anterior, elevou a diversão e as loucuras do primeiro jogo, porém, nesse mesmo ano, saía pela Infogrames, o clássico Driver: You Are the Wheelman, que trazia um mundo aberto e missões eletrizantes de carro, em 3D (GTA era em visão Isométrica), arrebatando muitos fãs. Em 2000, saia a continuação, ainda no PS1: Driver 2: The Wheelman is Back, que trazia 2 discos com mais ação, mais missões e a possibilidade de trocar de carro no Free Play (ou caso necessário em Missões), e quatro cidades disponíveis, incluindo nosso Rio de Janeiro (é, antes mesmo daquele mod babaca de San Andreas). Em 2001, ainda sob o nome de DMA Design (que posteriormente mudaria para Rockstar North), é lançado Grand Theft Auto III, no PS2 e no PC, o que elevou em muito a potência da franquia, juntaram o mundo extenso de Driver com as peripércias criminosas de GTA. Com alguns problemas, como o protagonista Claude, que é mudo (O próprio estúdio faria piada com isso em GTA: San Andreas, aonde Claude aparece 10 anos antes dos eventos de GTA III (na época em que San Andreas se passa) ) e a física dos carros que era de certa forma muito ruim (poucas batidas e o carro amassava muito, um pouquinho mais e ele pegava fogo), o jogo foi sucesso de público e crítica, polêmicas a parte (chegaram a ‘proibir’ o jogo no Brasil), vendeu muito e o suficiente para uma continuação, essa que será analisada.

 


Nos anos 80, Camisas Floridas e Metralhadoras estavam na moda. As camisas floridas foram declaradas ilegais nos anos 90

Nos anos 80, camisas floridas e metralhadoras estavam na moda. As camisas floridas foram declaradas ilegais nos anos 90.

GTA: Vice City conta a história de Tommy Vercetti, que acabara de sair da cadeia em 1986 pelo assassinato de onze pessoas. O lider da organização que ele trabalhava, Sonny Forelli, teme que a presença de Tommy em Liberty City vai aumentar a tensão e trazer olhares indesejados a suas atividades criminosas. Para previnir isso, Sonny “promove” Tommy e o manda para Vice City, junto do advogado da máfia Ken Rosenburg, para comprar um carregamento de cocaína. Durante o primeiro contato de Tommy com os negociantes de Droga, uma emboscada armada por um grupo desconhecido resulta na morte dos guarda-costas de Tommy, Harry e Lee, do negociante de cocaína, e também a morte de Vic Vance (protagonista de GTA: Vice City Stories – PSP/PS2). Há um sobrevivente, o piloto do helicóptero do negociador, que foge; Tommy escapa com vida, mas perdeu a grana de Forelli e a cocaína.

Quando Sonny recebe as más notícias, fica furioso e alerta a Tommy sobre as consequências de mexer com sua organização. Tommy promete devolver o dinheiro e a cocaína e matar os responsáveis pela emboscada. Esse é o mote para começar a mandar muitos meliantes de encontro ao colo do capeta.

Aposto duas coxinha e um raviole que esses manolo vão dar um mergulho na água

Graficamente é um pouco superior a seu antecessor, reproduz todo o clima dos anos 80. As camisas coloridas, os tons de Neon, juntando com todo o clima de Miami tornam uma das melhores ambientações de GTA, totalmente diferente da sobriedade de Nova York ou as ruelas de São Francisco (GTA III e GTA: San Andreas respectivamente). Como utiliza a mesma engine de GTA III, as diferenças são mais estéticas do que físicas, embora a física dos carros tenha dado uma melhora tremenda. Os modelos dos personagens são semelhantes e você inclusive encontrará personagens de GTA III antes do jogo em si.

GTA Vice City Foi lançado em 2002, daqui a pouco, o estaremos jogando durante mais tempo que os anos 80 (época aonde se passa o jogo) duraram

A jogabilidade permanece imutável, apenas com a exclusão da câmera GTA Classic que havia no GTA III, que permitia controlar o jogo sob a visão dos dois jogos anteriores. De resto, roube carros, faça missões e o diabo a quatro numa reprodução-paródia da Miami nos anos 80. Acredite, tudo funciona tão bem que você não ligará de refazer alguma missão que perdeu. A perseguição no campo de golf é hilária e chata ao mesmo tempo. A dificuldade não é grande, porém as vezes os controles lisos demais podem ocasionar erros cruciais em missões simples. Conforme se progride no jogo, novas áreas para dirigir e acessar são desbloqueadas para quando não se está em missões.

Sonoramente, GTA não faz feio, com uma diversidade boa de músicas, é difícil não ter uma que não goste. A dublagem é um ponto alto de GTA: VC. Em GTA III, apesar dos perrengues que Claude passou (Foi traído pela namorada, ferido e deixado pra trás pra ser preso), o fato dele não ter uma voz não faz o jogador se “apegar” ou ter empatia por ele; já em Vice City, o experiente ator Ray Liotta (O Henry Hill de “Os Bons Companheiros”, filme de Martin Scorcese) empresta sua voz ao protagonista Tommy Vercetti. Os outros dubladores de GTA Vice City não deixam barato, e cumprem muito bem seu papel.

Finalizando, Grand Theft Auto Vice City evoluiu em muito os aspectos positivos e limpou muito dos negativos de GTA III, é aquele jogo que sempre trás um sorriso ao rosto do bom jogador, seja por barbarizar pedestres para extravasar de um dia ruim no trabalho, seja ao ouvir Billie Jean ao entrar no carro, logo no primeiro momento de jogo. Recomendadíssimo.

 

Grand Theft Auto: Vice City

Produtora: Rockstar Games

Gênero: Ação

Plataforma: PS2

Nota:

Post anterior
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. rapaz, prefiro o antigo GTA 2 para PS1 e PC

    Responder
  2. Fabio Gilarde

     /  2011/09/27

    Eu lembro que quando comprei o playstation 2 neste site http://www.megamamute.com.br/cat/957/playstation-2.aspx Um dos primeiros que eu comprei e joguei foi o GTA Vice City, apesar de o 3 ser parecido, ele era a renovação até na questão da história e cenário, na escola só se comentava dele e as missões que cada um estava fazendo hehehe Bons tempos. Abraço!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s