Osu! Tatakae! Ouendan (Nintendo DS)


O Nintendo DS é um dos consoles com o maior número de porcarias por metro quadrado, juntamente com o Playstation 2, o Playstation 1 e o SNES, pois estes consoles tiveram muitos títulos. Podemos ficar durante horas falando dos épicos como Shadow of Rome, Final Fantasy 9 ou Yoshi’s Island e outros destes consoles, mas o fato é que eles tiveram muita porcaria também. Diabos, como odeio alguns jogos de SNES, PS1 e PS2 que você não faz idéia. O DS tem algumas porcarias como Ping Pals e uns outros aí que felizmente ainda não joguei. Mas também guarda pérolas como Legend of Kage 2, Zelda Spirit Tracks, jogos razoavelmente decentes como Cory in The House (que conseguiu me divertir mais que a própria série). Um certo jogo japonês surpreendeu a desenvolvedora e a produtora pelo alto índice de procura e importação, e é ele que será resenhado. Falo de OSU! TATAKAE! OUENDAN!

Osu! Tatakae! Ouendan

Produção: Nintendo

Desenvolvimento: INIS

Plataforma: Nintendo DS

Gênero: Musical

 

Antes de mais nada, um pouco de cultura. Ouendan, significa Esquadrão do ânimo, numa tradução LITERAL, mas seria algo como Líderes de Torcida. O Ouendan existe mesmo no Japão e faz parte de certa forma da cultura deles. Agora vamos ao jogo, você comanda um desses esquadrões, determinando o líder. Pessoas pela cidade tem problemas bizarros (e quando digo bizarro é REALMENTE BIZARRO), e clamam pelo Ouendan, e com o poder da dança, você animará as pessoas a resolverem seus problemas.

Diga-se de fato, o pessoal do Ouendan aparentemente não tem o que fazer, pois eles estão próximos de todos os lugares aonde precisam deles, o que nos faz crer que de fato eles são os causadores dos problemas das pessoas. E acho que eles animam as pessoas pelo fato de dançarem ridiculamente, fazendo-as pensar: “Po, eu to na merda, mas esse cara tá mais”… Mas isso são só devaneios.


Primeiramente, você sabe marcar compasso? O principal em Ouendan é o Compasso, há todo um tutorial explicando como as notas são “tocadas”. Conforme a música toca, há notas numeradas e você, com a stylus, deve tocá-las na ordem, quando o círculo que envolve a nota aproximar dela. Na teoria é difícil de explicar, mas na prática funciona muito bem. Há outro tipo de nota, que você toca ela e arrasta juntamente com a bola até o fim da nota, e além dela tem o Spin, que consiste em fazer círculos com a stylus na tela de toque, para ganhar bônus em pontuações.


Há uma barra de vida, que vai diminuindo conforme seus erros e aumentando com os acertos, mas é bom ficar ligado porque ela diminui sempre. O nível da barra de vida influencia tanto na coreografia, quanto nos trechos da música. Se a barra de vida estiver abaixo da metade, o Ouendan ficará cansado, e no intervalo dos trechos, terá um “momento ruim”, caso esteja acima da metade, o momento será bom.


Graficamente é bom, as histórias são contadas num estilo mangá, e os dançarinos contam com modelos 3d. Mesmo com a barreira da língua japonesa, não é difícil entender as histórias, afinal… Qual a dificuldade de compreender que um fucking robô gigante está lutando com um Catzilla? Esse é o espírito…


As músicas… Depende de o quanto sua mente é aberta, se não conhece a música japonesa e está disposto embarcar em algo novo, esse é o jogo pra você. Caso não curta música japonesa, cheque o fim do review. Caso seja fã de j-music, esse jogo definitivamente é pra você. Contando com um bom setlist, que passa por Orange Range (Shanghai Honey), L’arc~en~ciel (Ready Steady Go!), Asian Kung-fu Generation (Loop & Loop), as músicas são em sua maioria covers, uma delas cantada pela voz de Pegasus Fantasy, com Nobuo Yamada (NoB). Tente descobrir qual é.

Finalizando, mas não concluíndo, Osu! Tatakae! Ouendan é um bom passatempo e pode tomar boa parte de seu tempo livre, a ponto de te impedir de escrever esse review, ou de ir ao banheiro durante sua hora de lanche no serviço. Leva um belo 96/100

O jogo gerou duas sequências, a primeira, devido aos altos índices de importação do jogo, foi direcionada ao público ocidental e denominada Elite Beat Agents, que trouxe algumas novidades, como a batalha final dividida em duas partes e a “cena final” de cada música ocupando as duas telas. Com um bom repertório, o jogo foi bastante elogiado e ganhou diversos prêmios aqui. Embora as vendas não fossem o que a Nintendo of America esperava, o que minou as chances de um Elite Beat Agents 2. Mas no Japão, houve a sequência: Moero Nekketsu Rhythm Tamashii! Osu! Tatakae! Ouendan 2, que trouxe as implementações vistas em Elite Beat Agents.

Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Ouendan é bom treinar coordenação mesmo q vc não tenha nenhuma! xP

    Responder
    • Dingo

       /  2012/04/24

      Mais ou menos… também é bom pra ferrar a tela do seu DS rodando aquela maldita Spin…. como se não bastasse, as spins da ultima musica do uedan 1 é de quebra tudo… so podia tenta 1 vez por dia

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s