Dose dupla de Macross – NES & SNES


Hoje, iremos, no antepenúltimo dia da semana temática, com dois microreviews dedicados a uma das séries mais aclamadas do Japão, falo é claro, de Macross.

São dois jogos, ambos shmup’s e vamos nessa porque eu to sem saco hoje!

Cho Jikuu Yosai Macross
Produtora: Namco
Desenvolvimento: Namco
Plataforma: Famicom
Gênero: Shoot’em Up Horizontal
Jogadores: 1
No ano de 1982, estreiava na TV japonesa, o anime Cho Jikuu Yosai Macross 

(Super Fortaleza Dimensional

Macross). O anime, teve muito sucesso, mas seria apenas um entre tantos, até o lançamento do filme Cho Jikuu Yosai Macross: Ai Oboete Imasu ka? (Super Fortaleza Dimensional Macross: Você se Lembra do Amor?) que o alavancou ao status de clássico, coisa que perdura até hoje. Macross, junto com Uchuu Senkan Yamato (transmitido aqui como Patrulha Estelar), Kidou Senshi Gundam, e Shin Seiki Evangelion é considerado um dos “Quatro Ases da
Animação Japonesa”. Chupa essa, cavaleiros do Zodíaco!😄 Mas será que o jogo consegue transmitir essa epicidade?
Resumão
Na tentativa de ganhar uns trocados, a Big West encomendou a Namco, um jogo baseado em Macross…
Pelo menos a Namco está bem melhor hoje em dia, não?
Pois bem, o jogo é extremamente difícil e frustrante, eu, mesmo depois de muitas e muitas tentativas, não passei da
primeira fase, vou colocar como é a jogabilidade.
Você tem um botão para atirar, e um que muda o seu Valkyrie, em 3 modos, o tradicional caça, o Gerwalk (Híbrido de caça e Mecha) e a forma mecha. Cada uma tem características distintas, como velocidade e disparos. Na teoria, seria uma beleza, mas na prática é um horror completo. De certo o sistema funciona, mas ele precisa ser combinado com o direcional, o que torna tudo bem mais difícil.
E… Bem, ainda bem que a popularidade de Macross não dependia dessa joça, pois os gráficos, mesmo bonitinhos, são repetitivos até pra um shmup. É um dos poucos pontos positivos do jogo, infelizmente.
A parte sonora do jogo é irritante, irritante ao extremo. A musiquinha é um monte de blengs, reconhecíveis até*, mas ainda assim irritantes. Acho que um macaco compôs as músicas do jogo de Macross. Sério. *A melodia é algo que seria uma versão 8-bit da música Shao Pai Long (Pequeno Grande Dragão)
Finalizando:
Junto com Sailor Moon Super S de Playstation 1 e Sega Saturn, esse é um dos piores jogos de anime que eu já joguei. Chato, irritante e frustrante total.
Nota: 3,5/10
Cho Jikuu Yosai Macross: 

Scrambled Valkyrie

Produtora: Zaruse
Desenvolvimento: WinkySoft
Plataforma: Super Famicon
Gênero: Shoot’em up Horizontal
Jogadores: 1
Depois do lixo atômico que foi o primeiro jogo de Macross, vamos rumo ao segundo micro-

review de hoje. Assim como “Ai Oboete Imasu ka?” está para Macross, Scrambled Valkyrie está para o jogo de NES. Exceto pela parte de que a série original é ÓTIMA, enquanto o jogo (Macross NES, para você não me xingar) não é. Mas deram a volta por cima.

Resumão:
O jogo é baseado no filme “Ai Oboete Imasu ka?”, se passando após os eventos deste, mas antes do lançamento da SDF-2 Megaroad-01 (Coisa de nerd, quem é fã de Macross sabe do que falo). E aqui temos uma tremenda evolução em todos os aspectos positivos do jogo de NES (o sistema de modos diferentes da nave é bom, porém mal executado no NES), os gráficos e as músicas são 1000% melhorados.
O sistema de troca de modo (Fighter para Gerwalk, Gerwalk para Battleroid e Battleroid para Fighter) é útil, realmente tem diferenças nos tiros. Cabe a você escolher entre os pilotos Hikaru Ichijyo, Maximillian Jenius e Milia Fallyna Jenius para sair destruindo tudo que vê pela frente.
A jogabilidade é bem mais refinada do que no game de NES, e a dificuldade é grande, porém não frustra, mas instiga a melhorar e a ter bons reflexos, além de uma certa estratégia, pois em determinados momentos é necessário observar a movimentação e ver qual seria o melhor modo pro trecho da fase.
As músicas estão excelentes, contando inclusive com a abertura da série, numa versão sintetizada.
Graficamente é agradável e seus cenários e imigos são muito bem feitos, os efeitos são convincentes e percebe-se que realmente está no meio de uma guerra.
Finalizando:
Depois daquela coisa analisada anteriormente, Macross Scrambled Valkyrie foi uma benção divina. Joguem e confiram.
Nota: 9/10
Galeria de Imagens amanhã
Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s